segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Aliança do bloco governista exclui PMN de articulações



Com as articulações da base do governo Rosalba Ciarlini (DEM) para a formação de um bloco composto por DEM, PR e PMDB com vistas às eleições deste ano, o PMN, que também faz parte do grupo governista, vai ficando de fora das articulações.
A legenda tem o presidente da Assembleia Legislativa (AL), deputado Ricardo Motta, e os deputados estaduais Antônio Jácome, que preside a sigla no Rio Grande do Norte, e Raimundo Fernandes. Por enquanto, eles não participam das conversas do bloco.
Sempre que citam as alianças, os líderes de DEM, PR e PMDB falam em composição entre si, mas esquecem os demais aliados do governo. Uma fonte ligada ao PMN informou ao blog de Robson Pires que já há certo desconforto dentro da legenda com essa situação.

2 comentários:

  1. Eu ja li muita coisa na internete, mas ver alguem dizer que o ex prefeito João Cruz agora nao faz mais radicalismo como fazia no passado é uma piada de muiti mal gosto. Ora quando se tá na opsoicao todo mundo é bonzinho, mas queim pode dizer que Joao Cruz nunca perseguiu nem foi radical com alguem. Sera que se ele tivese no poder hoje passaria a mao na cabeça de adiversario??
    Que conversa é essa homi?? É querer imbromar quem ler os blogues.
    E essa historia de que Lula deixou de ser radical para ser um grande presidente, que estoria é essa?? Lula e o pt deixaro de ser radical só depois de eleitos, só pro poder governar e nao perder o poder. Erao todos bonzinho antes da eleicao e depois virarao a mesma coisa dos otros partido.quem pode acreditar num povo desse aí.
    Que falta do que fazer, só pra tentat enrolar o eleitor.....

    ResponderExcluir
  2. So falta a sigla do PR se unir a nos e com certeza e coises isso esta perto de acontecer dale VALDEMAR DE GOIS.

    ResponderExcluir

sua opinião.