sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Sesap monitora situação da dengue no RN


Secretaria de Estado da Saúde Pública - SESAP

Por Assessoria Sesap
A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou nesta sexta-feira (15) o Mapa de Vulnerabilidade para a identificação de áreas com maior risco para ocorrência de dengue no ano de 2013.

São 48 municípios com risco muito alto de dengue, 40 apresentam risco alto, 42 com risco moderado e 37 estão com risco baixo para uma epidemia de dengue.

A finalidade do mapa é fornecer subsídios que possam auxiliar na delimitação das áreas que necessitam de maior fortalecimento das ações de combate ao vetor e organização dos serviços de saúde. 

O Mapa de Vulnerabilidade é elaborado a partir de uma matriz estatística, cuja classificação final de risco é um indicador composto pelos seguintes parâmetros: Incidência de dengue nos últimos 10 anos (número de casos suspeitos por cada 100.000 habitantes), Índice de Infestação Predial de 2009 a 2011 (Porcentagem de imóveis que possuíam focos positivos de dengue), Índice de Infestação Predial de 2012, Índice de Pendências de 2012 (Porcentagem de imóveis que não foi realizada a visita domiciliar do agente de endemias) e Densidade Demográfica de 2012.

"Estamos programando um cronograma de visitas de monitoramento nos municípios da Grande Natal, que são os que apresentam grande densidade populacional e maior risco de chuva, por estarem na região litorânea. Trabalhando com estes municípios o nosso objetivo é diminuir a sobrecarga na assistência dos hospitais", explicou Stella Leal, subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesap.

Para o restante dos municípios a Sesap irá trabalhar junto com as Unidades Regionais de Saúde Pública (Ursaps) para que façam um acompanhamento mais de perto com os municípios pertencentes à sua região, dando continuidade às atividades rotineiras de combate a dengue.

Clique abaixo e consulte o Mapa e a Tabela de Vulnerabilidade para ocorrência de epidemias de dengue no RN em 2013.

MAPA DE VULNERABILIDADE
TABELA DE VULNERABILIDADE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sua opinião.