terça-feira, 9 de novembro de 2010

Folha.com - Poder - PMDB e PT querem selar acordo sobre primeiro biênio da presidência da Câmara - 09/11/2010


09/11/2010 - 18h27

PMDB e PT querem selar acordo sobre primeiro biênio da presidência da Câmara

MARIA CLARA CABRAL
DE BRASÍLIA



PT e PMDB, partidos que elegeram o maior número de deputados federais, pretendem assinar um documento que acorde quem comandará a Câmara no primeiro biênio da próxima Legislatura.
Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), que concorre ao cargo, diz que a ideia é que o documento exclua o Senado. "O Senado está fora. Lá é regimental, quem tem o maior partido fica com a presidência. Ou se aceita ou se confronta. Aqui não, podemos fazer um acordo", disse o peemedebista.
O deputado diz ainda que vai tentar convencer Cândido Vaccarezza (SP), candidato do PT, da importância de o PMDB ficar com o comando da Casa no começo da Legislatura. O problema é que o petista diz exatamente a mesma coisa. "Vou me empenhar para que o PT comece na presidência no primeiro biênio e também para ter um acordo no partido", disse.
Além de Vaccarezza, os petistas Marco Maia (RS), Arlindo Chinaglia (SP) e João Paulo Cunha (SP) pleiteiam a indicação ao cargo pelo partido. Alves afirma que vai esperar o consenso no partido para depois dar início as conversas.
Na atual Legislatura, PT e PMDB já assinaram um documento nos mesmo termos na Câmara. Apesar de o PMDB contar, na época, com o maior número de deputados, eles abriram mão do comando da Casa no primeiro biênio para Chinaglia. No segundo biênio, o atual, Michel Temer (PMDB-SP) assumiu.
O PMDB é o principal aliado do PT em âmbito nacional. Ele foi o responsável por indicar o vice, Michel Temer, na chapa da presidente eleita, Dilma Rousseff (PT).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sua opinião.