sexta-feira, 13 de junho de 2014

Poço Branco: Uma encenação: Nove apóstolos e dois traidores. A cena não poderia ser diferente. Confira!

Vereadores: Alexandre e Fernanda Freire (PROS-90)

Ao alcance de qualquer apreciador da politica, isso exibe dezenas de imaginações do episodio que ocorrera na última terça feira na sessão da Câmara Municipal, com efeito de um jogo de cassino onde só quem ganha é quem está com a bola da vez.

Um homem, nove apóstolos e o dia em que o funcionário foi a casa encheu o plenário e logo após se retirou. Tamanha decepção foi a sena assistida por todos que acreditaram numa possível continuidade da promessa de oito vereadores, que sustentavam a tese da pauta trancada enquanto o consignado não fosse liberado.

Da situação, não deveremos nem julgar, pois assistimos todos eles dizerem que continuavam dando sustentação a base política do atual prefeito. Seria como se fosse " Nem vem com essa história de mandar em mim"! Afinal, não querendo ser modesto, manda papai e mamãe. Rsrsrs...

Mas o que chamou a minha atenção nessa celeuma toda, foi o comportamento de dois parlamentares da oposição do grupo chamado "PROS-90". Isso sim, irritou não só um dos membros do partido como aos funcionários presentes, quando se declararam a favor dos demais que já se posicionavam do lado da promessa elaborada para primeiro de julho.

Uma encenação: Nove apóstolos e dois traidores. a cena não poderia ser diferente... 

Adicionar legenda




   

2 comentários:

  1. Amigos de poço branco me poupem de tudo este espetáculo aí. Primeiro comparar vereadores com apóstolos é uma falta grave. Segundo nem toda pedra é igual e por isso o caráter de cada vereador é diferente, e tem uns que ainda prestam e outros que jamais vão prestar. Terceiro tudo vem lá da campanha em que todos os 9 eleitos gastaram ate as calças e os que gastaram menos usaram a viúva municipal até o tronco. Mesmo assim tem muitos deles tao hoje até o pescoço com dividas. E como se paga isso? Com o salario de vereador? Jamais, paga-se com esses acordão aí, vocês acham que não? Mas o povão ainda vota por dinheiro, fazer o que?

    Nada a ver o blogueiro falar em cassino ou traição entre apóstolos. Acho mesmo que ele quis mesmo foi tirar uma onda com tudo isso. Neo a encenação aconteceu pra destrancar a tal da palta e a desculpa foi o consignado dos funcionários. Mais tudo aconteceu depois que os funcionários saíram com vergonha. Com o plenário vazio fiquei sabendo que os nobres vereadores votaram um aumento no salario deles de 140%. Assim uns esbravejam, mais vao ficar caladinho porque o cacau subiu que nem foguete e ainda vai sair retroativo. Foi o que eu fiquei sabendo mais não sei ainda se foi verdade ou não. Neo pergunte ao presidente, se você não souber disso ainda.

    A decepção é geral e poço branco devia mudar geral, tirar todos esses e colocar gente nova pra ver se melhora. Se não der melhorar tira quem não presta e bota sangue novo. Ou o povo daí vai dizer que não sabe quem presta e que não presta no meio desses 9 vereador e nos outros politico daí? Neo você acha que a turma da oposição aguenta 4 anos sem nada, sem emprego pra um parente, sem uma ordem de gasolina, sem isso, sem aquilo? Aguenta não meu fi, tem neguim aí mandando mensagem pro celular do prefeito dizendo que não aguenta mais ser oposição... Uma encenação: a cena foi diferente sim porque foram 9 traíras e 2 não traidores somente.

    ResponderExcluir
  2. Como se isso não fosse o suficiente, chega o prefeito e diz: Na minha administração, não há perseguição. De certo ele não viu o professor Laeson, severamente perseguido pela secretária de educação, que além de secretária, é primeira dama. Pois, o professor Laeson, é o único professor da rede municipal que mesmo possuindo pós graduação, não recebe seu salário como professor pós graduado. Só porque a secretária não vai com sua cara. Se isso não for perseguição, o que é perseguição então?

    ResponderExcluir

sua opinião.