segunda-feira, 20 de maio de 2013

Sesap divulga boletim da dengue


A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), através do Programa Estadual de Controle da Dengue, divulgou nesta segunda feira (20), um novo boletim com os números atualizados da doença. As informações são referentes  à Semana Epidemiológica nº 19, que representa os dados notificados desde o início do ano até o dia 11  de maio.

 Nesse período, foram notificados 6.385 casos suspeitos de dengue no Rio Grande Norte, sendo 1.529 casos confirmados até o momento. No mesmo período do ano de 2012, esses números foram, respectivamente, 20.314 e 7.787, o que aponta um decréscimo no quantitativo de casos.

                                                                                             

Do total de municípios do RN, 61 apresentam baixa incidência da doença, 27 estão com média, 45 com alta e 34 com incidência silenciosa. Os cinco municípios que apresentam as maiores notificações de casos suspeitos são: Natal (718), Pau dos Ferros (538), Parelhas (456), Santa Cruz (322) e Jardim de Piranhas (236).



Apesar da tendência de queda, o programa da dengue alerta que o combate ao mosquito deve ter ações permanentes em todos os municípios. A prevenção precisa ser mantida durante todo o ano. É importante que a população continue verificando o adequado armazenamento de água, o acondicionamento do lixo e a eliminação de todos os recipientes sem uso que possam acumular água e virar criadouros do mosquito. Além disso, é essencial cobrar o mesmo cuidado do gestor local com os ambientes públicos, como o recolhimento regular de lixo nas vias, a limpeza de terrenos baldios, praças, cemitérios e borracharias.



Aos primeiros sintomas da dengue (febre, dor de cabeça, dores nas articulações e no fundo dos olhos), a recomendação é que a pessoa procure o serviço de saúde mais próximo. É fundamental não tomar remédio por conta própria, pois isso pode mascarar sintomas e dificultar o diagnóstico, devendo ainda estar alerta para sinais de agravamento, como vômitos e dores abdominais.