domingo, 21 de abril de 2013

Poço Branco: Sindicalistas do RN se reúne na feira livre em defesa do coordenador José Teixeira. Confira!

                                                                                                                    Foto Gaspa Bandeira

Hoje pela manhã o Sindicato dos Professores do RN "SINTE-RN", estiveram na feira livre de Poço Branco, protestando contra as atitudes tomadas pelo prefeito da cidade na última quarta feira dia 18.

Segundo José Teixeira, coordenador da classe na Região do Mato Grande, quando esteve na Escola Municipal Vereador Raimundo Rosa Santiago, foi agredido por ameaças de agressão física e insultos pelo prefeito.

O objetivo do ato público estaria relacionado a parada nacional da educação que deverá acontecer nos dias 23, 24 e 25 desse mesmo mês, além do protesto feito contra o prefeito da cidade. Estiveram presentes vários sindicalistas do RN incluindo a CUT.

Tem gente tentando tapar o sol com a peneira

Pra nossa cidade isso não é mais novidade; Quem não se lembra do caso que sofreram os rapazes de contador; do episódio que aconteceu la na Portelinha, com o engenheiro Josemar conhecido por Dr. Pólio; As ameaças e perseguições a alguns funcionários municipal de colocarem no olho da rua, e por aí vai... 

Na verdade a algum tempo atrás, quem se sentiu ameaçado, pregava na maioria de suas reuniões o exemplo do que era o atual prefeito de poço Branco, com certeza logo após esse episódio, deve ter reavaliado o que dizia antes.

Não se tira mérito de quem os tem, mas também não basta ser apenas um bom administrador. Quando se escolhe um Líder para governar, acima de tudo tem a obrigação de ser competente, informado, respeitável e respeitador e manter sua postura, servindo-se de exemplo. Deve respeitar os direitos alheios, até do mais simples e ter responsabilidade por tudo e por todos.

Quando se erra deve-se reconhecer e procurar corrigir no mais breve espaço de tempo o seu erro. Não adianta tentar tapar o sol com a peneira, querendo jogar quem se sentiu ofendido contra a população.

Assim falou o "Mestre"

   "Em seus discursos, José Teixeira sempre relatou ser isento, ou seja, independente de quem for o governo o sindicato estará em defesa da classe. Pois bem, o sindicato poderá ficar à favor da classe sempre, mas o dirigente em questão perdeu a credibilidade ao se tornar atração principal de um programa político".

Se um dirigente agredido por ameaças de agressão física e insultos, perdeu a credibilidade por ser a atração principal de um programa de rádio, imagine quem o ofendeu. Sindicatos são amparados por Lei, não devemos esquecer que vivemos numa democracia e que a ditadura jamais deveria existir. 

Mas pelo que parece o gestor se tornou pioneiro em relação a assuntos dessa natureza. Ofende mas quer se tornar vítima, divulga nota oficial em vez de pedir desculpas, dita regras como se a prefeitura fosse uma empresa privada, tão logo para esse cidadão não existe limite.

Quem será a próxima vítima eu não sei! Já o próximo episódio com certeza deve está a caminho...   




Um comentário:

  1. Parabéns pela coragem, más não pare por aí zé Teixeira entre na justiça contra esse ditador?

    ResponderExcluir

sua opinião.