segunda-feira, 8 de abril de 2013

Poço Branco: Caso "tijolos" arquivado por falta de provas

O Juiz da 62ª Zona Eleitoral de Poço Branco Dr. José Ricardo Dahbar Arbex, julgou hoje (08), improcedente o pedido do Ministério Público Eleitoral sobre a cassação do diploma do prefeito Mauricio Menezes e do seu vice prefeito Percivaldo Junior.

Conforme a apuracão dos fatos; pelas testemunhas ouvidas, Francisco das Chagas de Lima e Franciente Lourenço de Souza não foi o suficiente para que o processo fosse julgado procedente.

O comportamento do declarante Francisco das Chagas, ao se negar em responder perguntas acerca da sua vinculação com a pessoa de Roberto Lucas adversário declarado do representado José Maurício, contribuiu para desconstituir as provas que instruíram a representação.


maiores detalhes acesse:

2 comentários:

  1. Professores da creche pedem socorro, pois dois já se encontram intoxicados com cafifes, muitos alunos doentes com os olhos inchados,mas a ordem é que tem que trabalhar.

    ResponderExcluir
  2. Alunos do 9ºano da Escola M.M Aluízio Alves, pedem providências a Secretária de Educação, os mesmos estão sujeitos a não realizarem as suas inscrições esta semana no Proitec do IFRN, por falta de papel ;em solicitarem as suas declarações na Secretaria da E M M A Alves. QUE VERGONHA SECRTÁRIA!! ESSE É O PACTO DA EDUCAÇÃO DE POÇO BRANCO??

    ResponderExcluir

sua opinião.