segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Governo está empenhado e cumprirá os prazos para realização da Copa, diz ministro do Esporte

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, participa de coletiva ao lado do ex-jogador e dirigente do Comitê Organizador da Copa do Mundo, Ronaldo Nazário, e do secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke. Foto: Valter Campanato/ABr

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, afirmou hoje (16) que o governo está promovendo todo o esforço necessário para que o Brasil realize “uma Copa do Mundo de Futebol à altura das expectativas do mundo e do país”. Ele participou de entrevista coletiva sobre os preparativos para o Mundial ao lado do ex-jogador e dirigente do Comitê Organizador da Copa do Mundo, Ronaldo Nazário, e do secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke.
“A Copa é o acontecimento mais democrático, o mais acessível, porque envolve uma paixão universal, que é o futebol. E no Brasil a nossa responsabilidade é mais ampla, não apenas pelo que o futebol representa para o mundo, mas principalmente pelo que o futebol representa para o nosso país, pelo que ele significou e pelo que ele significa para a identidade nacional dos brasileiros.”
Aldo Rebelo antecipou que amanhã será realizada uma reunião sobre a segurança na Copa, e lembrou do esforço do país para a construção dos estádios, “que estão todos bem encaminhados”, para a execução das obras de mobilidade urbana necessárias e para a aprovação da Lei Geral da Copa. Disse, ainda, que o comando das ações da Copa dentro do Ministério do Esporte ficará sob a responsabilidade da secretaria-executiva.
Já o ex-jogador Ronaldo afirmou estar otimista e confiante de que o Brasil “realizará a melhor Copa do Mundo de todos os tempos”. Sobre seu papel na direção do Comitê Organizador, ele afirmou que, além de questões formais, seu trabalho será fazer com que “os brasileiros acreditem e fiquem orgulhosos de receber o evento”.
“Nós vamos mostrar, absolutamente, que além de sermos bons de bola, nós somos também bons organizadores”.
Ingressos – Jérome Valcke informou que haverá uma reunião na próxima quinta-feira (19) para definição das quatro categorias nos estádios, bem como o custo de ingressos para os estudantes, idosos, população de baixa renda, entre outros.
“Nós vamos preparar um documento que vai explicar claramente todos os grupos e os direitos desses grupos com relação à categoria de ingressos. Todas essas questões vão ser discutidas com o governo. Há questões logísticas que precisam ser discutidas”, disse.
O secretário-geral visitará as cidades-sede da Copa do Mundo e da Copa das Confederações, que será realizada em 2013 no Brasil. Segundo Valcke, a partir de março ele virá ao Brasil a cada seis ou oito semanas para acompanhar e avaliar o andamento das obras.
“Por enquanto não há preocupação com nenhuma cidade”, pontuou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sua opinião.