segunda-feira, 20 de junho de 2011

Descaso do cidadão Gestor e a inoperância da Câmara



 prejuízo a cultura de Poço Branco
Amanhã estou agendado com o novo Promotor de Poço Branco,às 13:30. Onde falarei, mais uma vez, sobre a nossa Biblioteca, o descaso do nosso Cidadão-Gestor, a inoperância da Câmara Municipal (no caso específico da Biblioteca) e até mesmo o marasmo do MP, que, diante dos fatos já era para ter tomado medidas punitivas, pois é incalculável o prejuízo para a cultura de Poço Branco. Não consigo entender como o cidadão gestor contrata uma banda famosa, que deve ter custado muito caro, e alega não ter recursos para concluir a reforma da Biblioteca, reforma essa que não era necessária, pois, durante o Governo da Prefeita Nilse Cavalcante, a mesma aconteceu. O nosso município possui problemas sociais de enormes repercussões e se faz necessária a criação de políticas públicas voltadas para o assunto, o que, lamentavelmente, não é meta do Cidadão-Gestor. Nada tenho contra a Festa de Emancipação Política de Poço Branco, pelo contrário, sou totalmente a favor, mas, o que acho é que devem ser priorizadas ações que beneficiem a população com um todo e não só uma parte, e que as comemorações não sejam tão onerosas, afinal, quem está pagando a conta somos nós, enquanto vemos o descaso administrativo pelo qual passa o nosso município em aspectos como saúde - Matadouro Público, segurança - Assaltos, crimes, poucos policiais...Cultura - Biblioteca Pública, dentre outros. Estou encaminhando notícias veiculadas pela TN, onde Poço Branco se destaca só com coisas ruíns... Um abraço! 


Trés Poderes 


Que belo tema para uma cidade que acontece tudo e não recebe nada em troca. Tudo o que ha de ruim e nada do que a de melhor. Nosso município não tem por obrigação acatar descaso de quem não está nem aí em relação ao bem estar do nosso povo. É como se nós que fazemos falar a voz dos descontentes não pudéssemos se pronunciar. Vamos enfrentar a batalha da independência por Poço Branco, sim. Muito me intriga dizer, que assisti o professor José Cassimiro quando na tribuna popular em uma das seções da Câmara, praticamente implorou apoio dos vereadores sobre a Biblioteca, e o momento foi dado total apoio recebendo dos próprios vereadores uma salva de palmas. DEPOIS DISSO, SÓ ISSO. Já Ministério Público, esqueceu da prioridade das nossas crianças e adolescentes, em especial aqueles que nem se quer pode comprarem os seus próprios cadernos muito menos livros e computadores. Estamos diante de uma situação que desfavorece apenas a carente parte da  sociedade. Não quero com isso dizer que a outra não esteja, mais Poço Branco necessita dar, uma resposta a quem recebeu a confiança de dirigir o destino dos seus munícipes. Precisamos enfrentar ditadores na base de Atos Públicos a bem da democracia. Vamos aguardar o que o novo Promotor da nossa cidade tem a dizer em relação a tudo isso...Que pouca vergonha em. ainda dizem trabalhando com seriedade...       


                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sua opinião.