sábado, 7 de maio de 2011

Reforma política pode não sair este ano, diz Teme



O vice-presidente da República, Michel Temer, deu o primeiro sinal nesta sexta-feira, 6, de que o governo já considera a hipótese de a reforma política não sair do papel este ano. Durante palestra sobre o tema, organizada pela Associação Comercial de São Paulo, Temer disse que se o Congresso não aprová-la este ano será porque os parlamentares simplesmente chegaram à conclusão de que o atual sistema não deve ser mudado.
“Eu sinto um certo arrefecimento, ou seja, começam a surgir dificuldades para tramitar a reforma política, então os colegas dizem: ‘vamos deixar como está’. E se deixar como está, não acho bom. Como todos anseiam por uma reforma política, seria útil que fizesse, mas se deixar como está, não se pode criticar o Congresso”, afirmou.
(Comentário meu: Se não sair este ano não sairá no próximo, quando haverá eleições municipais. Nem no ano seguinte, véspera de da escolha do futuro presidente da República e dos futuros governadores, senadores e deputados. De verdade, não haverá reforma. Talvez nem arremedo de reforma.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sua opinião.