sábado, 7 de agosto de 2010

Perseguição?

MOMENTO DIFÍCIL

Nos últimos dias João Maria de goes e sua esposa Íris de goes tem passado por momentos difíceis na sua caminhada política, os últimos acontecimentos no município de Poço Branco nos deixa preocupado, o clima tenso nos mostra a veracidade dos fatos que vem acontecendo em nossa cidade, acusados de cometerem crimes eleitorais no pleito de 2008 segundo denuncia do Ministério Publico a vereadora  maria Irismar teria sido flagrada no dia da eleição distribuindo "santinhos" a eleitores na campanha de 2008. Íris também negou a reportagem o crime eleitoral e a coação de testemunha e segundo ela vai provar a sua inocência.
Já o ex-prefeito alegou que os dois foram presos agora apenas por "perseguição política". “Nossos adversários estão nos acusando de coagirmos uma testemunha, o que não procede, Tudo isso não passa de perseguição política”, afirmou o ex-prefeito ao portal TN Online.

Dois dias após serem liberados, o ex-prefeito de Poço Branco, João Maria de Góis, e sua companheira, Maria Irismar de Góis, voltaram à cidade. Ainda no início da manhã do domingo (01/08), eles foram recebidos em clima de festa por correligionários e amigos com uma carreata das Placas até a residência do casal (foto: Blog de Assis). A presença da população local e a movimentação de pessoas nas imediações da residência do ex-prefeito foi grande. Lá, ele fez um discurso em palanque improvisado e agradeceu a presença de seus amigos  e correligionários políticos e familiares.

Nota do Blog: se é perseguição eu nao sei, mas a cruz vem preocupando muita gente, a quem diga que a cruz que joão maria de goes carrega é de ajudar os pobres que necessitam de ajuda quando doente, tem pelos pobres o carinho e a leveza de trata-lhos no pior estado da sua doença, e esse afeto estaria incomodando vários políticos da nossa cidade.                     Por neo alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sua opinião.